compulsão alimentar

Compulsão alimentar qual a causa?

Atualmente, o termo compulsão alimentar se tornou muito comum nas rodas de conversa e grupos de aplicativos de celular. Algumas pessoas quando exageram na quantidade de comida ou devoram aquele ” brigadeiro” acreditam que estão apresentando compulsão alimentar. Na realidade, isto faz parte de uma rotina alimentar normal. Desta crença o que se deve ficar em alerta é se estes episódios de exagero ou escolhas alimentares “não saudáveis” causam um intenso sofrimento, como se perceber envergonhado ou culpado por ter “comido um alimento proibido”. Sentir-se “por baixo” ou triste, deve chamar atenção para uma reflexão. De acordo com a  intensidade destas sensações há necessidade de procurar ajuda especializada.

Quais são os sintomas da compulsão alimentar? 

Caracteriza-se por uma sensação de descontrole, em que a pessoa pode ficar com a “cabeça em transe”. Sente-se  descontrolada quanto ao ímpeto por comer. E internamente há uma sensação de que é “obrigada” a comer com voracidade para se aliviar do seu mal estar emocional. Geralmente, esta “comilança” (Exemplo: 2 pacotes de biscoito recheado + 1 lata de leite condensado + meio pote de sorvete),  dura pouco tempo (minutos e no máximo 2 horas). Na maior parte dos casos, a pessoa se esconde para poder comer sozinha e depois se sente muito triste e culpada por não ter controle sob si mesmo. Estas “orgias” alimentares podem ocorrer com os alimentos considerados “saudáveis” (frutas, verduras, cereais) com os mesmos sentimentos ruins envolvidos.

Quando a compulsão alimentar se transforma no Transtorno da compulsão alimentar?

Na realidade, a maior parte das pessoas em algum momento na vida apresentou algum ” descontrole alimentar” por pressões ou problemas em suas rotinas. Estes momentos isolados, como feriados ou festas de final de ano, não a fazem sofrer. Quando o episódio de compulsão alimentar apresenta uma frequência de 1 vez por semana, nos últimos 3 meses, isto configura o Transtorno da compulsão alimentar.

Quais são as causas para o Transtorno da compulsão alimentar?

  • Socioculturais: pressão social por um corpo magro; mídias sociais que propagam a idealização da aparência; valores sociais que objetificam o corpo;
  • Comportamentais: realizar uma dieta; ter familiares com questões alimentares; perfeccionismo; obesidade na infância;
  • Genéticos: alguns estudos já marcam genes (responsáveis pela produção de alguns neurotransmissores);
  • Neurobiológicos: as mulheres por questões hormonais (níveis de progesterona, estrogênio); fatores de constituição ” cerebral”: sistema de recompensa ( área do cérebro responsável pela modulação do prazer) mais sensível para ter “atração” por comidas hiper palatáveis (doces, fast food, alimentos ultra processados); nível de atenção ” mais focado em comida”.

Portanto, a compulsão alimentar é um fenômeno complexo do comportamento. O que determina que a compreensão deste fenômeno precisa ser compreendido dentro da história de cada pessoa. A intensidade dos sintomas determinará a melhor forma de tratamento do Transtorno da compulsão alimentar.

Deixe uma resposta

*

Certifique-se de incluir o seu nome e sobrenome.

Se você não tiver um, não há problema! Apenas deixe em branco.